Oscar: Origem e História da maior premiação da Sétima Arte

O Oscar apresenta sua 89° edição no dia 26/02

No próximo domingo (26/02), ocorrerá a 89° edição do maior prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o Oscar - a não ser que você seja britânico ou simpatizante do "God save the Queen", aí seria o BAFTA. Já que esta semana o maravilhoso moderador #Skar publicou a resenha do livro "Extraordinário" - que você, leitor, devia ler - trarei um pouco da história dessa premiação, foco de tanto almejo e atenção dos cinéfilos ao redor do mundo.



 A primeira edição do Oscar foi ideia de Louis B. Mayer, chefe do estúdio Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) e ocorreu em 1929, premiando filmes de 1927 e 1928. A academia - responsável pela premiação - surgiu dois anos antes, em meados de 1927. Constituída por cerca de 6.000 integrantes, na época, ocorreu no Hotel Roosevelt, LA, e premiou o longa "Asas" (1927) como Melhor Filme, Frank Borzage como Melhor Diretor, por "Sétimo Céu" (1927) e, fechando a considerada "Tríade" do Oscar, "Underworld"(1927) como Melhor Roteiro Original. Emil Jannings e Janet Gaynor levaram os primeiros prêmios de Melhor Ator e Atriz. Algumas das categorias eram ramificadas em subcategorias de Comédia e Drama - como no Emmy, por exemplo, que, inclusive, se inspirou na premiação da Academia.


 Curiosamente, os vencedores e a imprensa sabiam o resultado previamente. Nas primeiras edições, a Academia notificava o ganhadores, que buscavam o prêmio na grande noite. Depois, para gerar surpresa, passaram a notificar apenas a imprensa, com o intuito de estamparem em suas manchetes do dia seguinte o resultado - Eis o mundo antes da globalização. Até que Los Angeles Times cometeu o erro de publicar a lista antes. A partir de 1941, começou a famosa abertura de envelopes na cerimônia, tirando as melhores reações de surpresa


Atualmente, a academia conta com cerca 7,000 integrantes, tanto fixos como honorários, que nomeiam os indicados e votam, contabilizando dois turnos. Primeiramente, ocorre a nomeação, onde cada integrante vota em sua área de atuação e em Melhor Filme - todos os constituintes devem possuir experiência e participação relevante em algum setor da Sétima Arte. Por exemplo, um ator vota para as categorias envolvendo atores. A lista é, normalmente, liberada em meados de Janeiro. Depois da nomeação, os jurados escolhem os vencedores.


A grande polêmica que ronda o Oscar é a falta de representatividade na premiação. No ano passado (2016), houveram apenas indicados brancos, anulando a participação de outras etnias. O "Oscar so White" gerou polêmica entre boa parte do setor e entre o público, inclusive. A academia é composta,em sua maioria, por homens brancos, com cerca de 60 anos, que deixa de fora as minorias.



"Moonlight é sucesso de crítica."
Em 89 edições, o Oscar premiou apenas 15 negros. Esse ano, a representação negra conta com três filmes concorrendo ao prêmio de Melhor Filme. "Estrelas Além do Tempo", "Um Limite entre Nós" e "Moonlight: Sob a Luz do Luar", o último sendo composto apenas por negros, desde atuação à parâmetros técnicos.

Dessa vez, leitor, não indicarei filmes ou documentários a respeito do Oscar. Acho importante variar nas mídias portanto, opto por vídeos no Youtube.


Votação do Oscar - https://www.youtube.com/watch?v=TZvEdsY__8g 


#Punk


Oscar: Origem e História da maior premiação da Sétima Arte Oscar: Origem e História da maior premiação da Sétima Arte Reviewed by Luana Garcia on fevereiro 22, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.